18 de nov de 2013

♡ A Pousada Rose Harbor por Debbie Macomber



Título: A Pousada Rose Harbor
Páginas: 352
Editora: Novo Conceito
Autor(a): Debbie Macomber 








Onde comprar:
Submarino / Saraiva / Cultura




Quando vemos o livro pela primeira vez, ele trás a impressão de ser apenas um passa tempo. Um livro fraquinho, para ler em um dia de tédio talvez... Mas superando as expectativas (Pelo menos as minhas), A Pousada Rose Harbor foi um livro excepcional.

Jo Marie Barlow é uma mulher viúva de 30 e poucos anos. Perdeu o marido (Militar, morreu durante uma batalha no Afeganistão) antes de completar o primeiro aniversário de casamento. Após 6 meses tentando se recuperar, decide fazer uma alteração drástica em sua vida e acaba comprando uma pousada, em Cedar Cove (Uma pequena cidade à beira-mar), de um velho casal que pretende viajar pelo mundo. Chamando-a de Rose Harbor, em homenagem ao marido (Rose faz parte do nome dele e Harbor significa "porto"), ela descobre lá um lugar reconfortante, talvez o único onde ela possa dormir mais tranquila. Paul (O falecido marido de Jo) chega a se conectar com ela por sonhos, onde diz que a pousada foi um presente vindo dele e que era para ela ser feliz, com isso ela faz uma promessa: sempre irá tratar seus hóspedes com muito carinho.

Joshua é o primeiro hóspede da pousada, morou junto com a mãe, padrasto e meio-irmão em Cedar Cove durante toda sua infância e adolescência. Após a morte da mãe, provocada por um câncer de mama, o relacionamento entre ele e o padrasto despencou (Já não era muito bom, mesmo enquanto ela estava viva). Quando uma quantia em dinheiro some da carteira do padrasto, ele é injustamente considerado culpado e expulso de casa (Isso tudo meses antes da sua formatura no Ensino Médio), ele consegue se virar sozinho e assim que se forma vai embora, voltando somente anos depois para o enterro do seu meio-irmão, que morreu em um acidente. Um dia ele recebe um telefonema de uma antiga amiga, que trás a notícia de que seu padrasto está em seus últimos dias, obrigando-o a voltar até Cedar Cove e a resolver os problemas que havia deixado para trás. 

Abby aparece na pousada poucos dias depois. Logo que ela chega, Jo percebe que ela parece se sentir desconfortável, e até mesmo triste. Acontece que Abby também já morou em Cedar Cove, e é muito difícil estar de volta (Ela aceitou vir somente porque o casamento de seu irmão seria lá). Quando mais nova ela tinha uma melhor amiga de infância chamada Angela, em um dia de véspera de Natal as duas resolveram ir ao Shopping, mas um trágico acidente de carro estraga as comemorações e Abby se sente culpada pela morte da amiga desde então (Pois era ela quem dirigia). De volta à cidade, ela é obrigada a enfrentar os fantasmas do passado.  

O livro tem capítulos que se revezam entre os personagens, mas, somente os da Jo Marie são em 1ª pessoa, os do Josh e da Abby são narrados em 3ª. A linguagem é tranquila e a única coisa que me incomodou durante a leitura foi uma palavra que é repetida várias vezes (No momento eu não lembro qual). O trabalho feito pela Novo Conceito é perfeito, o livro tem uma capa linda (Com verniz localizado) e a diagramação é ótima. Dei quatro estrelas ao invés de cinco porque achei os capítulos do Josh chatinhos, a história dele não me convenceu. Ah! O livro não é único e parece que faz parte de uma trilogia. 









"No meu sonho eu queria dizer a Paul que usara o dinheiro para comprar a pousada e que a batizara com seu nome. Uma das primeiras melhorias que eu queria fazer era um jardim com roseiras, um banco e um caramanchão. Mas no sonho eu não disse nada disso, porque parecia que ele já sabia."



NOTA: 4/5. 



G, J.