10 de nov de 2013

♡ O que é belo pra mim, é belo pra você?


   No conto "A Branca de Neve" a Rainha pergunta ao espelho: "Espelho, espelho meu, existe alguém mais bonita do que eu?" e sabendo da existência de uma jovem linda, ela simplesmente manda matá-la. Desde que nos conhecemos por gente somos apresentados a conceitos de estética que, em algumas vezes, não nos encaixamos. Daí vale aquela velha frase: "O que importa é a beleza interna", porém sabemos que não é bem assim, a sociedade julga pela beleza exterior sim!
  Durante anos os filósofos tentam explicar se todas as pessoas acreditam em um mesmo padrão de beleza. Será que o que é belo pra mim, é belo pra você?
 
   Segundo Platão, o que percebemos no mundo sensível e achamos bonito só pode ser considerado belo porque se assemelharia à ideia de beleza que trazemos guardada em nossa alma, no caso, a beleza seria um modelo, no campo das ideias. Já para Hume, depende do gosto de cada pessoa, da maneira que ela vê e valoriza o que é belo, ou seja, o que é ou não belo é subjetivo. Eu particularmente, acredito em Hume, existem coisas, por exemplo, pinturas que eu amo e acho belíssimas, e outras pessoas as vêm apenas como rabiscos mal feitos.
  Mas Kant, apesar de acreditar que o conceito de beleza seja algo pessoal, acredita que existam aspectos universais nas avaliações estéticas. Justifica isso observando que vários objetos despertam em grande quantidade de pessoas o mesmo sentimento de beleza. O que faz sentido...
   Hegel foi um filósofo que trabalhou a questão estética historicamente, avaliando que depende do momento histórico e do desenvolvimento cultural da sociedade é que se determina o esteriótipo de beleza...esses fatores determinariam o que seria belo naquele momento. Também Hegel acreditava que a capacidade estética, além de ser subjetiva, seria formada a partir das relações objetivas da vivência social de cada um. Seria mais cultural e social, formadas pelo meio onde cada um vive. O que também faz sentido.
 Então, será a beleza determinada por cada pessoa, de maneiras diferentes, porém influenciadas pela sua cultura? 
  
Em "Receita de Mulher" Vinícius de Moraes diz: "As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental..."

Vinícius de Moraes 



  
  De certa forma, beleza é fundamental, mas não é tudo. Há pessoas que não são bonitas, mas são interessantes, inteligentes, que realmente eu gosto de conversar e conviver, tornando-as lindas pra mim. 

E o que é belo pra você?




V, M.